Distribuição Adriana Endres/Assessoria de Imprensa, Compagas, j 04 agosto 2005

Compagas inaugura sistema de medição remota de gás natural residencial

Paraná segue o exemplo do Rio de Janeiro e São Paulo, que têm longa tradição no uso do combustível em apartamentos

A Compagas começou a fornecer o gás natural para o Edifício Studio Paris, em Curitiba. Além de ser o 30º edifício residencial do Paraná a consumir o combustível, o Studio Paris também é o primeiro do Estado a utilizar o sistema de medição remota. “Com a ligação desse edifício, a Compagas oferece mais uma tecnologia que facilita o uso e a medição do consumo do gás natural”, diz o diretor técnico-comercial da empresa, José Roberto Gomes Paes Leme. O sistema já é utilizado no estados de São Paulo e Rio de Janeiro, que têm tradição de mais de 100 anos no uso de gás canalizado.

Nessa modalidade, cada apartamento tem o seu próprio medidor instalado internamente, ao contrário do sistema mais convencional, em que os medidores ficam no prédio, em um local externo ao apartamento. O sistema de medição remota com rede aparente foi escolhido porque o edifício, construído há 12 anos, está com a sua tubulação original de gás liquefeito de petróleo (GLP) danificada. Se fosse utilizado o sistema convencional, os custos finais de instalação seriam até 50% maiores e a estética do prédio ficaria comprometida.

“Começamos a ter problemas de vazamento de GLP no prédio há quatro anos, não tivemos a assistência necessária e, por medida de segurança, acabamos optando em ficar apenas com a energia elétrica desde dezembro de 2003”, conta a síndica, Regina Merlo Paiva dos Santos. “A expectativa com a chegada do gás natural é grande, pois estamos tendo todo o apoio da Compagas e agora voltaremos a desfrutar do conforto proporcionado pelo aquecimento a gás”.

O sistema utilizado no Studio Paris é piloto. Ele funciona da seguinte forma: dos medidores partem dados eletrônicos, através de cabos, para uma central que os armazena e os envia, através de sinal de celular, a um banco de dados que é acessado pela Compagas. Com essa tecnologia, a Compagas poderá oferecer aos consumidores a opção de acompanhar, através do site, em área segura, seu consumo diário de gás natural.

A medição remota apresenta vantagens em casos como este, em que a edificação precisa de uma nova rede de gás. A nova tecnologia poderá ser utilizada em outros prédios, para reduzir custos, agilizar o processo de ligação em futuras obras de conversão e preservar a arquitetura externa original dos edifícios.

A Compagas trabalhou durante dois meses no processo de conversão e medição remota do Studio Paris, que fica no centro de Curitiba, possui 17 andares e 34 apartamentos. Hoje, já há 31 edifícios residenciais consumindo o gás natural em Curitiba, num total de 1017 apartamentos.

A seguir, o total de gás natural consumido no Paraná:





Compartilhe:

Mais Lidos