GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Geral - Atualidades
  Autor/Fonte: Maurício Godói
  Data: 2020-04-23

    ONS projeta tombo de 12,5% na carga de abril


 

Estimativa inicial era de queda de 8,1% no início do mês, vazões permanecem estáveis em relação ao esperado na primeira revisão do PMO
 
A projeção de carga para o mês de abril/2020 acentuou a queda em relação à semana anterior. De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico a estimativa é de redução de 12,5% ante o mesmo período de 2019. A previsão de retração na versão inicial do Programa Mensal de Operação era de queda de 8,1%.
 
Os dados constam da revisão 3 do PMO de abril a apontam queda de 14% no Sudeste/Centro Oeste, de 12,9% no Sul, 9,5% no Nordeste e de 7,3% no Norte. Se a previsão se confirmar representará 60.098 MW médios de carga no mês.
 
A interrupção das atividades dos mais variados setores da economia do país, provocadas pelas medidas restritivas contra a propagação do Covid-19, iniciadas a partir da segunda quinzena de Março/20, tem impactado negativamente o comportamento da carga ao longo do período observado, argumenta o ONS.
 
Já a previsão de vazões está relativamente estável em comparação ao esperado desde o início de abril/2020. No SE/CO a projeção de energia natural afluente é de 86% da média de longo termo. No NE está em 98%, no Norte recuou levemente a 102% da MLT e no Sul a situação continua crítica com apenas 17% da média histórica com pouco mais de 1.100 MW médios.
 
Justamente na região Sul, a projeção é de que o nível de reservatórios caia em relação ao verificado no dia 17 de abril de 2020. Ao final do mês é esperado um volume de 16,5%. No restante do país continua a curva ascendente com 55,5% no SE/CO, 78,6% no Norte e 87,4% no NE.
 
Como consequência desse cenário o custo marginal de operação em todo o país voltou a ficar zerado em todos os patamares de carga.
 
A projeção de despacho térmico na semana é de 4.961 MW médios. Quase a totalidade desse volume, ou 4.469 MW médios está por inflexibilidade, outros 317 MW médios por restrição elétrica e apenas 175 MW médios por ordem de mérito.
 
Na semana operativa encerrada no dia no dia 17/04/2020, foi registrada precipitação nas bacias dos rios São Francisco e Tocantins além de chuva fraca a moderada no trecho incremental a UHE Itaipu e no final da cascata do Iguaçu e do Paranapanema, assim como precipitação de intensidade fraca nas bacias dos rios Jacuí, Uruguai, Grande e Paranaíba. Para a próximo período de sete dias é esperado nas bacias hidrográficas da região Norte e o Paranaíba mesma condição de precipitação.
 
 
 
Fonte: CanalEnergia News Diária (22/04/2020)
Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013