GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  GNL - Artigos
  Autor/Fonte: Sindicomb Notícias
  Data: 19/12/2019

    Pequena escala para desenvolver o mercado de gás natural liquefeito (GNL)


 

Parceria entra a Golar Power e a Alliance GNLog pretende instalar até 35 postos de abastecimento de veículos pesados, movidos a gás natural liquefeito (GNL), em dez estados brasileiros. Faz parte de um plano para desenvolver o mercado de GNL, baseado no trasporte em pequena escala, levando o combustível para o interior do país.

A logística é baseada em cabotagem com pequenas embarcações e em terra, por caminhões, criando rotas de movimentação do GNL, hoje restrito à infraestrutura de gasodutos de transporte, majoritariamente na costa, e entregue exclusivamente pela Petrobras às distribuidoras e consumidores termoelétricos.

Um dos pilares do plano são os corredores azuis. Inspirado em um modelo europeu, a ideia é criar uma rede de postos de abastecimento de caminhões, em eixos com intenso tráfego de cargas e movimentação da produção agrícolas, deslocando o consumo de diesel , mais poluente.

São onze eixos no mapeamento prévio: cinco conectando São Paulo às cidades do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Campinas e Feira de Santana;

Outros três levando em contra o escoamento da produção agrícola no Mato Grosso, entre Sinop e Rondonópolis, e o fluxo de cargas em direção a Miritituba (PA) e Paranaguá (PR).

E mais três eixos considerados estratégicos para a Golar Power, entre Manaus (AM) e Boa Vista (RR); Porto de Itaqui e São Luís, no Maranhão; e uma rota entre Salvador e Barreiras, no interior da Baha. Veja o mapa


Um projeto-piloto prevê a instalação de duas unidades móveis de abastecimento de GNL em São Paulo e Sergipe. A operação, da parte da Golar Power, será feita por meio da SSLNG (small scale). A Alliance GNLog entra com a frota movida à GNL.

Há um acordo assinado com o grupo industrial Maratá para, comprovada a viabilidade do projeto, substituir 25% da sua frota por caminhões a GNL. Termos incluem o fornecimento de GNL para unidades fabris do grupo.


Mapeamento dos corredores azuis: eixos rodoviários com potencial para substituição de frota movida a diesel por caminhões a GNL.  Fonte: Golar Power


A Golar Power também busca gás natural nacional e biogás para o suprimento dessa rotas de GNL de pequena escala. Marcelo Rodrigues, vice-presidente executivo da Golar SSLNG, afirmou à epbr nesta segunda (9), que o suprimento pode contar até com fontes de biogás e biometano.

Na Bahia, há um contrato firmado com a Newo Óleo e Gás, que desenvolve o campo com acumulações marginais de Itaparica, no Recôncavo. Ideia é instalar uma planta de liquefação no campo para tratar o gas natural localmente.

Mas a âncora do projeto é o GNL importado e regaseificado no terminal de Sergipe, em fase final de instalação e que deve começar a operar em janeiro, integrado à UTE Porto de Sergipe I (1.551) da Celse – EBrasil Energia e Golar Power – e gás fornecido pela Ocean LNG – Qatar Petroleum (70%) e ExxonMobil (30%).

Em Sergipe, serão 21 milhões de m³/dia de capacidade de regaseificação, com uma demanda de 6 milhões de m³/dia para a usina. O projeto prevê a expansão futura do parque gerador e integração à malha de gasodutos por meio do Itaporanga–Carmópolis.

Em 2021, a depender do licenciamento ambiental, entra em operação o Terminal Gás Sul (TGS), com capacidade para 15 milhões de m³/dia em Florianópolis (SC); e, em 2025, UTE Novo Tempo Barcarena, no Pará, que também tem participação da Golar, com mais 21 milhões de m³/dia.



Fonte: Sindcomb Notícias (11/12/2019)

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013