GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  GNV - Artigos
  Autor/Fonte: Jéssica Marques e Adamo Bazani
  Data: 19/10/2019

    Scania diz que homologação e produção de ônibus GNV no Brasil estão previstas para segundo semestre de 2020


Scania diz que homologação e produção de ônibus GNV no Brasil estão previstas para segundo semestre de 2020

Publicado em: 13 de outubro de 2019

 

No mundo, já foram mais de dois mil coletivos vendidos. Caminhão já está homologado e será entregue em abril

A Scania pretende homologar para o Brasil e já começar a produzir para o mercado interno o ônibus movido a gás natural e biometano (gás obtido na decomposição de materiais orgânicos) a partir do segundo semestre de 2020.

A informação é do diretor comercial da Scania no Brasil, Silvio Munhoz, durante a série de coletivas à imprensa especializada na F22ª Fenatran – 22º Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas, que ocorre neste domingo, 13 de outubro de 2019, em São Paulo, com cobertura do Diário do Transporte

O caminhão já foi homologado e deve começar a ser produzido no primeiro trimestre de 2020, com entregas a partir de abril.

Silvio Munhoz explicou que o processo de homologação de ônibus é mais demorado que de caminhão por causa da carroceria.

A fábrica que está sendo preparada para a produção de caminhões também estará preparada para a produção de ônibus. O processo de homologação de ônibus é um pouco mais complexo porque aqui no Brasil não fabricamos ônibus inteiro monobloco, fabricamos somente chassi. Precisamos ter um encarroçador envolvido no processo e uma empresa para a parte de gás. Então, é um processo a três mãos. É mais difícil, mas está andando e caminhando bem. – disse

Munhoz ainda acrescentou que o ônibus completo a gás natural/biometano deve ser em torno de 25% mais caro que um coletivo do mesmo porte movido a óleo diesel.

O executivo disse que a Scania já vendeu no mundo em torno de dois mil ônibus a gás, com destaque para a Europa.

Na América Latina, Munhoz afirmou que a maior venda neste ano foi para o sistema de Bogotá, na Colômbia, com entregas previstas de um total de 762 unidades.

Cartegena, também na Colômbia, e Buenos Aires foram outras cidades latinas citadas pelo diretor comercial da Scania no Brasil.

Sistemas dos EUA e da Austrália também estão se interessando mais por ônibus a Gás Natural.

Segundo a Scania, no caso do caminhão, o modelo R 410 (410 cavalos), a redução de emissões de CO2 pode chegar a até 15% na comparação ao diesel. Por sua vez, o ruído pode ser em torno de 20% menor.

Desde o ano passado, a Scania e Citrosuco fazem testes com o caminhão. A rota é Matão (sede da Citrosuco) até o Porto de Santos, em São Paulo, para exportação de suco de laranja.

Até agora, o veículo rodou por aproximadamente 100 mil quilômetros.

Jessica Marques e Adamo Bazani, jornalistas especializados em transportes

Relacionado

Ônibus Scania: Dois chassis para homologação de novos modelos na Busscar; crescimento de 10% para rodoviários e GNV com 28% de redução de custo operacional

 Fonte: Diário do Transporte (13/10/2019)

 

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



 

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013