GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Distribuição - Atualidades
  Autor/Fonte: Agência CanalEnergia
  Data: 25/08/2019

    Enel Green Power inicia expansão de 133 MW em parque solar no Piauí


 

Companhia investirá cerca de R$ 422 milhões na expansão do parque solar São Gonçalo, que chegará a 608 MW de capacidade instalada. Projeto prevê módulos solares bifaciais, que captam energia de ambos os lados dos painéis

A Enel Green Power Brasil iniciou as obras para expansão de 133 MW do parque solar São Gonçalo, localizado em São Gonçalo do Gurguéia, no Piauí. A expansão aumenta para 608 MW a capacidade total da planta, num investimento de aproximadamente R$ 422 milhões do Grupo Enel, o equivalente hoje, a aproximadamente, 100 milhões de euros.

O responsável da empresa pela linha global de negócios dedicada a energias renováveis, Antonio Cammisecra, ressalta que a inciativa representa o maior parque solar atualmente em construção na América do Sul, o que fortalece o compromisso da companhia em ampliar a capacidade renovável no Brasil, onde é um dos principais players em geração de energia solar e eólica em termos de capacidade instalada e portfólio de projetos.

O perfil de produção de São Gonçalo se beneficiará ainda mais da nossa liderança em inovação, por meio de tecnologias de geração de ponta. O parque dedicará uma parcela significativa de sua geração, incluindo toda a produção de sua expansão, ao mercado livre de energia no Brasil, que tem se tornado cada vez mais atraente para investidores de energias renováveis, avaliou.

O parque solar São Gonçalo deve entrar em operação em 2020. A construção da primeira parte de 475 MW teve início em outubro de 2018. Da potência total instalada na planta, 343 MW, incluindo os 133 MW da expansão e a parcela de 210 MW da primeira etapa, são apoiados por contratos de fornecimento de energia negociados com clientes corporativos no mercado livre de energia no Brasil. Outros 265 MW são oriundos da primeira etapa e são apoiados por contratos de 20 anos de fornecimento de energia para um pool de empresas de distribuição que operam no mercado regulado do país.

Quando estiver em plena operação, a ampliação será capaz de gerar cerca de 360 GWh por ano, evitando a emissão de cerca de 207.000 toneladas de CO2 na atmosfera a cada ano. Com a expansão concluída, toda a usina, de 608 MW, terá capacidade para gerar mais de 1.500 GWh por ano, evitando a emissão de mais de 860.000 toneladas de CO2 na atmosfera anualmente.

Segundo a Enel, a UFV São Gonçalo é a primeira usina fotovoltaica da empresa no Brasil a usar módulos solares bifaciais, que captam energia de ambos os lados dos painéis. A expectativa é que os módulos inovadores aumentem a geração de energia em até 18%.

No Brasil, por meio de suas subsidiárias EGPB e Enel Brasil, o Grupo Enel possui capacidade instalada renovável de mais de 2,4 GW, dos quais 782 MW de energia eólica, 370 MW de solar fotovoltaica e 1.269 MW de energia hídrica. Além disso, a EGPB tem cerca de 1,9 GW em execução no país.



 

Fonte: CanalEnergia News Diária(21/08/2019)

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013