GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  GNL - Express
  Autor/Fonte: Fábio Suzuki/Jordan Fraiberg
  Data: 22/08/2019

    Chemtech firma-se como parceira global da Siemens para desenvolvimento de projetos de liquefação de Gás Natural


 

Empresa consolida seu trabalho em parceria com o grupo de LNG da Siemens no desenvolvimento de projetos de liquefação de Gás Natural em âmbito global.

 

Preocupada em agregar a seu portfolio a entrega de soluções modulares de midscale para liquefação, a Siemens escolheu a Chemtech para prover mão de obra de engenharia de alto valor agregado, trabalhando em conjunto com o time de Gás Natural Liquefeito da companhia. 

Para possibilitar o fornecimento dessas soluções turn key, o time de LNG da Siemens (Houston) foi ao mercado procurar parceiros para complementar seu portfólio, que inclui turbinas, módulos, equipamentos elétricos e de automação, além de parcerias estabelecidas com empresas licenciadoras de tecnologia de liquefação.

Essa solução possibilitará a ampliação das inovações entregues, utilizando múltiplos trens que podem produzir quantidades superiores a 10 MTPA - Milhões de Toneladas por Ano - de LNG, capacidade correspondente a aproximadamente metade da produção líquida brasileira de Gás Natural. 

A Chemtech vem atuando como braço técnico estratégico, realizando estudos de otimização, avaliação de viabilidade técnica e design review para inúmeros clientes e juntos a diferentes licenciadores, tudo isso considerando diversas condições de contorno, como ambientes extremamente remotos com pouca ou nenhuma infraestrutura, áreas estruturadas, onshore e offshore. Além disso, é a primeira empresa de engenharia a desenvolver esse expertise no Brasil, já que o país ainda não possui uma planta de liquefação de médio a grande porte. 

Considerando o grande boom do pré-sal e seu já comprovado volume de gás natural, além das enormes reservas em áreas isoladas e os desafios impostos pelo despacho por mérito das termelétricas, o Brasil apresenta ótimas perspectivas para viabilizar uma planta de liquefação a médio prazo, afirma Leandro Russo De Araujo, Gerente de Desenvolvimento de Negócios da Chemtech. 

A Chemtech vem desenvolvendo engenharia de valor, a fim de gerar as melhores soluções técnicas para cada cliente em um processo interativo que visa principalmente redução de CAPEX/OPEX aos investidores, o acompanhando desde as fases iniciais até potencialmente o start up e operação. Uma série de projetos em diferentes fases já foram desenvolvidos, para grandes players de O&G espalhados em diversos continentes. Adicionalmente, tem participado de fóruns estratégicos de P&D, junto aos maiores stakeholders desse mercado.

Agora, o desafio é transformar todo esse potencial em realidade, diversificando ainda mais a matriz energética do Brasil e aproximando-a do que é observado nas principais economias mundiais. O que coloca o país mais próximo desse objetivo é que já é possível encontrar, em solo brasileiro, uma engenharia com padrões internacionais, complementa o executivo.  

A liquefação do gás natural é uma forma eficiente de gerir energia, permitindo ao produtor uma flexibilidade maior em termos de negociação e venda do gás produzido, já que pode ser transportado a longas distâncias, principalmente quando o custo do gasoduto se torna proibitivo. Além disso, estas questões potencializam o alcance comercial do gás natural, que é a alternativa mais limpa dentre os combustíveis fósseis, e também contribuem com a redução de impactos ao meio ambiente, evitando desmatamentos e reduzindo o risco de vazamentos próximo a áreas habitadas ou de ambiente natural preservado.. 

 

Fonte: In Press Porter Novelli / Fábio Suzuki/Jordan Fraiberg

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013