GasNet - O Site do GNV  
 
 
 
Em   
 
  -  Gás Natural Veicular
 
 

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Brasil Offshore 2015
(23/6/2015 - 26/6/2015)
Macaé Centro, Rodovia Amaral Peixoto, Km 170 - São José do Barreto, Macaé -RJ, Brasil
IBP/Reed Exhibitions Alcântara Machado

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  GNV - Artigos
  Autor/Fonte: TN Petróleo
  Data: 10/02/2010

    CEG projeta aumento de 7% das vendas de GNV


 

 

Com o aumento do preço do álcool e a redução do gás natural veicular (GNV) nas bombas, a CEG prevê crescimento de 7% do volume de vendas de GNV em 2010. De novembro 2008 a novembro de 2009 a tarifa do gás natural veicular (GNV) no Rio de Janeiro caiu em 11,6%. Tendo em vista o aumento do preço do álcool já no ano passado e intensificado neste início do ano, período de entressafra da cana-de-açúcar, o número de conversões de veículos e o volume de venda de gás nos postos vem aumentando.

O numero de conversões para gás subiu de 2.300 por mês no primeiro semestre de 2009, para 5400 em novembro no Rio. Com isso a frota de carros movidos a gás no Estado subiu 7,8%, um total de 740 mil carros rodando com o GNV.

De olho neste mercado, a CEG planeja realizar duas campanhas de incentivo ao uso do GNV este ano. Em 2009, a CEG realizou duas campanhas, uma em julho e outra em outubro. A primeira buscou esclarecer o rendimento do GNV. A segunda falava sobre o desconto de 75% do IPVA.

A CEG decidiu investir nestas campanhas depois que realizou uma pesquisa que revelou que 34% dos usuários de GNV desconhecem o cálculo de rendimento em relação a outros combustíveis. Muitos motoristas estavam comparando o preço na bomba, sem avaliar o rendimento obtido com cada tipo de combustível.

Um carro faz 10km/l na gasolina, espera-se que ele faça uma média de 13km/m³ de gás. Já com relação a álcool, a proporção é ainda maior: um carro a gás roda praticamente o dobro do que roda um carro a álcool. Mostra-se evidente então que é vantagem converter carros flex para GNV.

Para ajudar o motorista a fazer essa conta, a Companhia desenvolveu um simulador que pode ser acessado no site www.usegnv.com.br. Lá o motorista pode calcular o rendimento, economia e também o tempo que levará  para recuperar o investimento realizado na instalação do kit.

Um motorista que roda 1200 km por mês, por exemplo, tem em média um gasto mensal de R$ 504 se usar gasolina, ou R$ 457 com o álcool, considerando a media de preços desses combustíveis na bomba. Se esse motorista investir R$2.179 na instalação do Kit GNV, o seu gasto com combustível cairá para R$ 126 no mês. Após a conversão, quem utilizar gasolina/GNV consegue recuperar em cerca de 6 meses o valor gasto com a instalação do kit. Quem optar pelo álcool/GNV recupera o investimento em cerca de sete meses. Isso, sem contabilizar o desconto de 75% concedido ao motorista de GNV.

Em todo pais já são mais de 1,608 milhão de veículos convertidos para GNV, dos quais 44% estão concentrados no Rio de Janeiro.

 

Fonte: TN Petróleo, janeiro/10

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



 

Essentials of Gas Trading & Risk Training Course

  CopyRight © GasNet - 2013