GasNet - O Site do Gás Natural e GNV  
Digite seu e-mail e cadastre-se
  
 
Em   
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
34ª Reunião Anual Latino-Americana de Petroquímica
(8/11/2014 - 13/11/2014)
Hotel Sofitel, Rio de Janeiro, Brazil
APLA

 
 
LNG Commercial Management Training Course
(10/11/2014 - 12/11/2014)
London
IFE (International Faculty of Energy)
Taught by a true expert in the field, this course:
•Introduces the LNG industry with particular ...

 
 
UruguaI Oil & Gas 2014 Summit
(17/11/2014 - 18/11/2014)
Montevideo, Uruguay
IRN International Research Networks/Grupo BG de Eventos

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Produção - Artigos
  Autor/Fonte: Revista Elo, out-nov/08.
  Data: 05/12/2008

    Exterran investe em confiabilidade de suas estações de compressão de gás


Alinhada com o Plano de Negócios de 2008 a 2012 da Petrobras, que tem como meta desenvolver e consolidar o fornecimento de gás natural no mercado brasileiro nos próximos quatro anos, a Exterran Serviços de Óleo e Gás Ltda., do Rio de Janeiro (RJ), amplia a sua atuação no Brasil e aposta em maior confiabilidade das suas plantas, permitindo que o gás natural extraído das plataformas fique na pressão adequada para utilização em termelétricas e indústrias. Com 30 plantas de compressão de gás no Brasil, a empresa fechou um projeto-piloto com a Sotreq para fornecimento imediato de peças, componentes e acessórios.

 

O contrato com a Sotreq contribui para manter alta a disponibilidade dos 10 motores Caterpillar que operam na planta de compressão de gás do gasoduto Cacimbas-Cabiúnas, em Linhares (ES)

O contrato, iniciado em março deste ano, já contribui para manter alta a disponibilidade dos 11 compressores (que possuem 10 motores G3606 Caterpillar e um G3516 reserva, ambos a gás e com potência de 1.800hp e 1.200hp, respectivamente), que operam na unidade de compressão de gás da Petrobras na região de Cacimbas, localizada em Linhares, a 170km de Vitória (ES). As plantas de compressão são divididas em dois sistemas: um chamado booster e, o outro, vendas. “No sistema booster, que possui seis compressores, o gás extraído na plataforma passa por um tratamento que retira o gás condensado, deixando-o nas especificações para ser comprimido por quatro compressores no sistema vendas, dando vazão ao gasoduto, no caso o Gasoduto Sudeste-Nordeste (GASENE)”, explica Fábio Castro, supervisor das plantas de Cacimbas e Lagoa Parda da Exterran.

 

 

A empresa possui 10 a 15 técnicos multifuncionais, em Linhares, que realizam tanto a operação como a manutenção dos motores

O objetivo é comprimir o gás natural, que vem das plataformas em 45kg/km², elevando-o para 100kg/km², pressão na qual os equipamentos das termelétricas e indústrias estão preparados para receber o gás e transformá-lo em energia. O pólo de Cacimbas armazena hoje 1,3 milhão de m³/dia de gás natural e, com a estruturação do GASENE, deve passar para 20 milhões de m³/dia. “Como as estações da Exterran trabalham sob contrato por volume mensal de gás comprimido, e com seus motores operando 24h por dia, é fundamental que os equipamentos tenham disponibilidade imediata de peças”, afirma Eddie Abreu, representante de vendas da unidade de Sistemas de Energia da Sotreq.

 

O pólo de Cacimbas armazena hoje 1,3 milhão de m³/dia de gás natural e, com estruturação do GASENE, deve passar para 20 milhões de m³/dia

Além de tornar mais ágil o fornecimento de peças e componentes para manutenções, que antes eram importados dos EUA, o contrato permitiu à Exterran reduzir seu estoque de peças para substituição em corretivas. Tanto as manutenções preventivas quanto as corretivas são realizadas pela própria equipe da Exterran. As manutenções de pequeno/médio portes são executadas pelos técnicos operadores das plantas e as mais complexas, por especialistas da própria Exterran, que foram treinados pela Caterpillar na manutenção desses motores em seu centro de treinamento nos EUA.

Contrato Inédito – Quando a Exterran montou a sua maior estação de compressão no Brasil, em Cacimbas, com 10 pacotes de compressão, segundo Accácio Figueiredo, gerente de Supply Chain da Exterran, percebeu que o volume de peças e componentes para fazer as manutenções corretivas seria grande e teria que investir muito para ampliar esse estoque. Foi quando a empresa fez um estudo de viabilidade com a Sotreq para a revendedora manter sempre disponível nos seus estoques uma lista de peças e componentes para a companhia de compressão de gás e, em contrapartida, a Exterran se comprometeu a comprar uma quantidade de peças vinculadas ao seu programa de manutenção, que podem ser usadas em manutenções preventivas ou corretivas. “Decidimos fazer um projeto-piloto na planta de

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Essentials of Gas Trading & Risk Training Course

  CopyRight © GasNet - 2013