GasNet - O Site do Gás Natural e GNV  
Digite seu e-mail e cadastre-se
  
 
Em   
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
The Oil & Gas MBA 2014
(22/9/2014 - 30/9/2016)
Online
IBC Academy with Middlesex University

 
 
Extra Heavy Oil Conference Latin America
(24/9/2014 - 26/9/2014)
Medellin, Colombia
SPE

 
 
International Oil & Gas Commercial Contracts Train ...
(20/10/2014 - 22/10/2014)
Tenter House, London
IFE (International Faculty of Energy)
The course is highly practical and interactive. It will develop the manager and senior professional ...

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Produção - Artigos
  Autor/Fonte: Revista Elo, out-nov/08.
  Data: 05/12/2008

    Exterran investe em confiabilidade de suas estações de compressão de gás


Alinhada com o Plano de Negócios de 2008 a 2012 da Petrobras, que tem como meta desenvolver e consolidar o fornecimento de gás natural no mercado brasileiro nos próximos quatro anos, a Exterran Serviços de Óleo e Gás Ltda., do Rio de Janeiro (RJ), amplia a sua atuação no Brasil e aposta em maior confiabilidade das suas plantas, permitindo que o gás natural extraído das plataformas fique na pressão adequada para utilização em termelétricas e indústrias. Com 30 plantas de compressão de gás no Brasil, a empresa fechou um projeto-piloto com a Sotreq para fornecimento imediato de peças, componentes e acessórios.

 

O contrato com a Sotreq contribui para manter alta a disponibilidade dos 10 motores Caterpillar que operam na planta de compressão de gás do gasoduto Cacimbas-Cabiúnas, em Linhares (ES)

O contrato, iniciado em março deste ano, já contribui para manter alta a disponibilidade dos 11 compressores (que possuem 10 motores G3606 Caterpillar e um G3516 reserva, ambos a gás e com potência de 1.800hp e 1.200hp, respectivamente), que operam na unidade de compressão de gás da Petrobras na região de Cacimbas, localizada em Linhares, a 170km de Vitória (ES). As plantas de compressão são divididas em dois sistemas: um chamado booster e, o outro, vendas. “No sistema booster, que possui seis compressores, o gás extraído na plataforma passa por um tratamento que retira o gás condensado, deixando-o nas especificações para ser comprimido por quatro compressores no sistema vendas, dando vazão ao gasoduto, no caso o Gasoduto Sudeste-Nordeste (GASENE)”, explica Fábio Castro, supervisor das plantas de Cacimbas e Lagoa Parda da Exterran.

 

 

A empresa possui 10 a 15 técnicos multifuncionais, em Linhares, que realizam tanto a operação como a manutenção dos motores

O objetivo é comprimir o gás natural, que vem das plataformas em 45kg/km², elevando-o para 100kg/km², pressão na qual os equipamentos das termelétricas e indústrias estão preparados para receber o gás e transformá-lo em energia. O pólo de Cacimbas armazena hoje 1,3 milhão de m³/dia de gás natural e, com a estruturação do GASENE, deve passar para 20 milhões de m³/dia. “Como as estações da Exterran trabalham sob contrato por volume mensal de gás comprimido, e com seus motores operando 24h por dia, é fundamental que os equipamentos tenham disponibilidade imediata de peças”, afirma Eddie Abreu, representante de vendas da unidade de Sistemas de Energia da Sotreq.

 

O pólo de Cacimbas armazena hoje 1,3 milhão de m³/dia de gás natural e, com estruturação do GASENE, deve passar para 20 milhões de m³/dia

Além de tornar mais ágil o fornecimento de peças e componentes para manutenções, que antes eram importados dos EUA, o contrato permitiu à Exterran reduzir seu estoque de peças para substituição em corretivas. Tanto as manutenções preventivas quanto as corretivas são realizadas pela própria equipe da Exterran. As manutenções de pequeno/médio portes são executadas pelos técnicos operadores das plantas e as mais complexas, por especialistas da própria Exterran, que foram treinados pela Caterpillar na manutenção desses motores em seu centro de treinamento nos EUA.

Contrato Inédito – Quando a Exterran montou a sua maior estação de compressão no Brasil, em Cacimbas, com 10 pacotes de compressão, segundo Accácio Figueiredo, gerente de Supply Chain da Exterran, percebeu que o volume de peças e componentes para fazer as manutenções corretivas seria grande e teria que investir muito para ampliar esse estoque. Foi quando a empresa fez um estudo de viabilidade com a Sotreq para a revendedora manter sempre disponível nos seus estoques uma lista de peças e componentes para a companhia de compressão de gás e, em contrapartida, a Exterran se comprometeu a comprar uma quantidade de peças vinculadas ao seu programa de manutenção, que podem ser usadas em manutenções preventivas ou corretivas. “Decidimos fazer um projeto-piloto na planta de

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Atena Engenharia
Banner Lilás

  CopyRight © GasNet - 2013