GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Produção - Reportagens
  Autor/Fonte: CanalEnergia
  Data: 30/06/2019

    EDP inaugura seu maior complexo fotovoltaico no Brasil


Empreendimento com capacidade de produzir 17,5 GWh ao ano foi construído em Minas Gerais para a autoprodução energética da Multiplan, que prevê economia de R$ 55 milhões em uma década

A EDP, através da sua divisão de soluções em energia, EDP Smart, inaugurou o complexo de energia solar já implementado pela companhia no Brasil. Localizado em Itacarambi, Norte de Minas Gerais, o conjunto de duas usinas totaliza a capacidade de 8,33 MWp, sendo concebido para a modalidade de autoprodução para Multiplan, um dos principais grupos do ramo de shopping centers do país, e que estima uma economia anual de R$ 5,5 milhões ou R$ 55 milhões ao longo de 10 anos com o empreendimento, que irá abastecer toda energia necessária ao VillageMall, centro comercial no Rio de Janeiro. Miguel Setas, presidente da EDP no Brasil, comentou que a inciativa reflete a capacidade de entrega da empresa também em grandes projetos no segmento de energia solar, que seguramente será uma das áreas de expansão da companhia no país.

Com 25.440 módulos fotovoltaicos, o complexo abrange uma área de 240 mil metros quadrados, o que equivale a 24 campos de futebol. O sistema irá gerar 17,5 GWh por ano, volume suficiente para abastecer cerca de 9.700 residências. A tecnologia tracking – estrutura que se move de acordo com as mudanças no ângulo dos raios solares, irá permitir uma maior absorção possível de radiação. Além disso, evitará a emissão de 227.655 toneladas de gás carbônico ao longo de 25 anos de operação, correspondendo, por exemplo, ao plantio de mais de 418 mil árvores. O projeto ainda conta com uma linha de transmissão de 9,5 km de extensão para conectar as usinas à rede de distribuição e já recebeu a autorização da Aneel para início da operação em teste.

Para o vice-presidente institucional da Multiplan, Vander Giordano, além de contribuir para a economia de energia, o complexo irá reforçar as políticas de desenvolvimento da empresa que buscam por soluções focadas no uso eficaz de recursos renováveis. Esta novidade, além de representar substancial redução de despesas para nossos lojistas, reforça a nossa missão de promover, através do desenvolvimento sustentável de nossos shopping centers e empreendimentos imobiliários, qualidade de vida, conveniência e geração de valor, comentou.

Segundo a Absolar, a energia solar já ocupa a sétima posição como maior fonte de energia no Brasil, com o total de 2.819 MW de potência instalada operacional, o equivalente a 1,2% da matriz energética nacional, superando a fonte nuclear, com 1.990 MW. Minas Gerais é o estado que mais tem aproveitado essa fonte renovável, com 151 MWp de capacidade em projetos de geração distribuída.

Foco em soluções de energia

A EDP possui uma unidade dedicada à implementação de empreendimentos solares de autoprodução e geração distribuída, sendo a responsável pela construção, operação e manutenção dos sistemas. Entre 2017 e 2018, a companhia negociou 15 projetos de energia solar com aproximadamente 25 MWp de capacidade contratada. Um deles é uma usina com 15 mil painéis fotovoltaicos e 5,6 MWp para atender 88 agências do Banco do Brasil, em Minas Gerais. A iniciativa permitirá uma economia de cerca de R$ 82 milhões em um período de 15 anos para o BB.

A empresa ainda executou uma das maiores instalações do Brasil de cobertura fotovoltaica, com capacidade instalada de 1,33 MWp, implementada no telhado do ParkShopping Canoas, também da Multiplan, no Rio Grande do Sul.

No primeiro trimestre, a EDP também anunciou a construção da maior usina solar do Espírito Santo em potência instalada, num contrato com a Brametal, companhia dona de uma das maiores fábricas do mundo em produção de estruturas metálicas galvanizadas a fogo para geração e transmissão de energia elétrica. O empreendimento vai gerar 2.409 MWh por ano.

 
Fonte: CanalEnergia News Diária, (13/06/2019)

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013