GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
10ª edição Brasil Offshore | "Brasil Offshore – A ...
(25/6/2019 - 28/6/2019)
Centro de Convenções Roberto Marinho, Macaé (RJ)
FGuaraná Comunicação Estratégica
Horário: terça a sexta-feira, das 14h às 21h

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Produção - Atualidades
  Autor/Fonte: Valor /Sindicomb Notícias
  Data: 24/02/2019

    ANP busca quebrar mito de exploração não convencional de gás no Brasil


 

As distribuidoras de gás do Nordeste estão fazendo chamada pública para comprar gás e a Bahiagás está pedindo oferta inclusive de GNL (gás natural liquefeito) importado. Isso significa que a sociedade brasileira não permite que se explore shale na Bahia, mas que o Estado pode importar gás do shale dos EUA, gerando renda, royalties nos Estados Unidos, afirmou Oddone, em referência a uma série de liminares que impede hoje a exploração não convencional no Brasil.

Durante o governo Michel Temer, o Ministério de Minas e Energia chegou a manifestar a intenção de promover um projeto-piloto de exploração não convencional na Bacia do Recôncavo, na Bahia, para monitorar os riscos associados à atividade. Oddone se disse um entusiasta da iniciativa, mas que ainda não conversou com o novo governo para debater a continuidade do projeto.

Oddone ponderou, contudo, que o sucesso dos EUA na exploração não convencional é difícil de se repetir. O diretor-geral da ANP citou que, para além do potencial geológico americano, o mercado americano é beneficiado por questões relacionadas à facilidade de obtenção de financiamento da atividade nos Estados Unidos, a juros baixos, infraestrutura de gasodutos já existente e peculiaridades fundiárias – nos EUA, o dono da terra é proprietário do subsolo também e se torna, muitas vezes, sócio do negócio, o que reduz a resistência dos proprietários de terra em relação à exploração do shale.

Para além da mistificação da exploração não convencional, Oddone disse que o Brasil precisa desconstruir uma série de outros mitos associados à indústria petrolífera.

Os mitos no Brasil que devem ser desmistificados são inumeráveis. O primeiro mito é que o monopólio é bom, que nossas reservas de petróleo podem ficar eternamente à espreita da Petrobras para fazer exploração ao seu ritmo, ao seu bel prazer e seu critério. Não temos tempo para isso, afirmou Oddone, durante participação no evento de lançamento do caderno O Shale gas à espreita no Brasil: desmistificando a exploração dos recursos de baixa permeabilidade, da FGV Energia, no Rio.

 

Fonte: Valor /Sindcomb Notícias (19/02/2019)

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group

  CopyRight © GasNet - 2013