GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Rio Oil & Gas 2018
(24/9/2018 - 27/9/2018)
Riocentro - Centro de Convenções, Av. Salvador Allende, 6555, Barra da Tijuca - RJ
IBP

 
 
Deepwater Operations
(6/11/2018 - 8/11/2018)
Moody Gardens Hotel & Convention Center, Galveston, TX USA
PennWell Petroleum Group

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  GD - Artigos
  Autor/Fonte: Pedro Aurélio Teixeira / CanalEnergia
  Data: 28/08/2018

    Raízen inicia obras da primeira usina de biogás viabilizada no ACR


 

Contratada no leilão A-5 de 2016, UTE Bonfim terá 21 MW de potência e GEO Energética como parceira

 

A Raízen deu a largada no dia 23 de agosto de 2018, na construção da usina UTE Bonfim (SP – 21 MW). A usina, que vai consumir investimentos de cerca de R$ 153 milhões, é a primeira movida a biogás a ser viabilizada em leilão de energia, no caso o A-5 de 2016. De acordo com João Alberto Abreu, vice-presidente executivo da área de Etanol, Açúcar e Energia da empresa, a usina consolida o papel da Raízen como protagonista da sustentabilidade e da atuação na economia circular. O que estamos fazendo hoje é criar um novo mercado para o país, afirma. O começo de operação da usina será em 2021, mas ele deverá er antecipado.

O biogás da usina virá por meio do uso das tortas de filtro, que são resíduos restantes da purificação do caldo de cana e da vinhaça, que é a água restante do processo da destilação. O biogás vem através de um processo em que os biodigestores convertem a matéria orgânica da torta e da vinhaça em metano e biogás. O projeto de biogás da Raízen tem relevância internacional, pelos ganhos ao meio ambiente que ele proporciona - uma tecnologia limpa e com benefícios para o consumidor.

A usina será uma joint venture da Raízen com a GEO Energética, em que a primeira tem 85% de participação e a segunda 15%. A GEO é a única empresa que usa a torta e a vinhaça para obter biogás e energia, em uma planta de 4 MW. Do total de energia gerada pela usina, cerca de 70% irá para o contrato no ambiente regulado e o restante poderá ser vendido do mercado livre.

A usina vai ficar na unidade Bonfim da Raízen, na cidade de Guariba, que é a segunda maior unidade do grupo em moagem de cana, com mais de cinco milhões de toneladas de cana moídas por ano. Durante a sua operação, a UTE Bonfim vai gerar 15 empregos diretos e 120 indiretos. A GE vai fornecer as turbinas e a Sebigás/Cótica vai ser a responsável pela construção de parte da biodigestão da vinhaça. A Sebigás já construiu mais de 70 usinas de biogás no mundo. A Promon Engenharia também vai atuar na construção da usina e a CPFL vai fazer construção da subestação.

 

* O repórter viajou a convite da Raizen

Fonte: CanalEnergia News Diária, (23/08/2018)

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group
Banner Lilás

  CopyRight © GasNet - 2013