GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
Seminário Internacional - Mobilidade a Gás Natural ...
(22/11/2018 - 23/11/2018)
Hotel Hilton Copacabana – Av. Atlântica 1020
Abegás/Gas Natural Fenosa
Evento 100% dedicado ao mercado de GNV
Objetivo:
Apresentar as soluções tecnológicas e os b ...

 
 
Asset Management, Operational Excellence Forum for ...
(29/11/2018 - 30/11/2018)
Bilderberg Garden Hotel, Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
"Maintenance for Oil and Gas Petrochemical Europe"
The Asset Management and Operational Excelle ...

 
 
Global Forum on Procurement and Supply Chain Manag ...
(24/1/2019 - 25/1/2019)
Amsterdam, Netherlands
Informa Exhibitions
Global Forum on Procurement and Supply Chain Management for the Oil and Gas Industry has encountere ...

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  GD - Artigos
  Autor/Fonte: Pedro Aurélio Teixeira / CanalEnergia
  Data: 28/08/2018

    Raízen inicia obras da primeira usina de biogás viabilizada no ACR


 

Contratada no leilão A-5 de 2016, UTE Bonfim terá 21 MW de potência e GEO Energética como parceira

 

A Raízen deu a largada no dia 23 de agosto de 2018, na construção da usina UTE Bonfim (SP – 21 MW). A usina, que vai consumir investimentos de cerca de R$ 153 milhões, é a primeira movida a biogás a ser viabilizada em leilão de energia, no caso o A-5 de 2016. De acordo com João Alberto Abreu, vice-presidente executivo da área de Etanol, Açúcar e Energia da empresa, a usina consolida o papel da Raízen como protagonista da sustentabilidade e da atuação na economia circular. O que estamos fazendo hoje é criar um novo mercado para o país, afirma. O começo de operação da usina será em 2021, mas ele deverá er antecipado.

O biogás da usina virá por meio do uso das tortas de filtro, que são resíduos restantes da purificação do caldo de cana e da vinhaça, que é a água restante do processo da destilação. O biogás vem através de um processo em que os biodigestores convertem a matéria orgânica da torta e da vinhaça em metano e biogás. O projeto de biogás da Raízen tem relevância internacional, pelos ganhos ao meio ambiente que ele proporciona - uma tecnologia limpa e com benefícios para o consumidor.

A usina será uma joint venture da Raízen com a GEO Energética, em que a primeira tem 85% de participação e a segunda 15%. A GEO é a única empresa que usa a torta e a vinhaça para obter biogás e energia, em uma planta de 4 MW. Do total de energia gerada pela usina, cerca de 70% irá para o contrato no ambiente regulado e o restante poderá ser vendido do mercado livre.

A usina vai ficar na unidade Bonfim da Raízen, na cidade de Guariba, que é a segunda maior unidade do grupo em moagem de cana, com mais de cinco milhões de toneladas de cana moídas por ano. Durante a sua operação, a UTE Bonfim vai gerar 15 empregos diretos e 120 indiretos. A GE vai fornecer as turbinas e a Sebigás/Cótica vai ser a responsável pela construção de parte da biodigestão da vinhaça. A Sebigás já construiu mais de 70 usinas de biogás no mundo. A Promon Engenharia também vai atuar na construção da usina e a CPFL vai fazer construção da subestação.

 

* O repórter viajou a convite da Raizen

Fonte: CanalEnergia News Diária, (23/08/2018)

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group
Banner Lilás

  CopyRight © GasNet - 2013