GasNet - O Site do Gás Natural e GNV    
Distribuição Produção Legislação Termelétricas GD - Geração Distribuída Novas Tecnologias Cursos & Eventos Instituições

Tenha o GasNet no seu celular

Disponível para iPhone na AppStore

Disponível para Android na GooglePlay

 
 
FEIMEC - Feira Internacional de Máquinas e Equipam ...
(24/4/2018 - 28/4/2018)
São Paulo Expo Exhibition and Convention Center - Rod. dos Imigrantes Km 1,5
Informa Exhibitions

 
 
Atena Engenharia Leia as histórias do Netinho (nosso mascote) Acesse a nossa seção e saiba tudo sobre GNV Leia as histórias do Netinho (nosso mascote)
  Distribuição - Artigos
  Autor/Fonte: Gasmig / Abegás
  Data: 12/03/2017

    Minas terá mais dutos para atender à corrida por gás


 A procura pelo gás natural usado em residências e no comércio tem crescido em Minas Gerais, um desafio para a rede de distribuição do chamado combustível verde. Subsidiária da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), a Gasmig, companhia de gás do estado e maior concessionária do setor ainda sob controle estatal, tinha apenas 1 mil quilômetros de extensão. Em apenas dois anos, o número de clientes evoluiu de 1.600 para cerca de 15 mil e a expectativa da empresa, que começou há cinco anos sua política de expansão nesse segmento, é fechar 2018 com cerca de 70 mil consumidores em Minas. Significa aumento de 366,6%. Outra meta é diversificar os bairros atendidos na capital, hoje limitados a oito áreas.

 

No ano passado, em função da crise da economia brasileira, houve queda de 26,72% no consumo em todo o Brasil ante 2015. No entanto, o uso doméstico foi o único que registrou aumento, de 4,79%, e o comercial amargou a menor retração, de 4,39%, segundo estatísticas apuradas pela Associação Brasileira de Gás (Abegás). Enquanto isso, no estado, o segmento residencial puxou o crescimento das vendas de gás natural em 2016. O consumo das residências triplicou na comparação com o ano anterior e a intenção da companhia é investir na ampliação de sua rede, informa o diretor comercial da Gasmig, Danilo de Siqueira Campos.

 “Nos começamos a atuar no segmento residencial apenas em 2011. Desde então o crescimento foi exponencial e vamos crescer mais”, garante o executivo. A Gasmig, segundo ele, também pretende investir na ampliação do uso do gás natural veicular, apostando na alta do preço da gasolina, que tende a levar mais clientes para o combustível limpo.

A Gasmig fornece o gás natural produzido pela Refinaria Gabriel Passos, de Betim, na Grande Belo Horizonte, para uso residencial e no comércio a oito bairros da região Centro-Sul da capital – Santo Agostinho, Lourdes, Funcionários, Sion, Cruzeiro, São Pedro, Belvedere e Buritis – e às cidades de Poços de Caldas, no Sul de Minas, e Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. Nas residências, o insumo abastece a cozinha, aquece a água do chuveiro, piscinas e ambientes.

No segmento residencial, o consumo em Minas chegou a 40,42 milhões de metros cúbicos no ano passado. Um ano antes, estava em 12,83 milhões de metros cúbicos. Já no comercial, os números saíram de 294,48 milhões de metros cúbicos para 304,48 milhões de metros cúbicos de um ano para o outro.

ADAPTAÇÕES Um condomínio de 72 apartamentos no Bairro Funcionários adotou no mês passado o gás natural, no lugar do GLP. O síndico do prédio, Adelson Torido, conta que a expectativa dos moradores é reduzir os gastos entre 25 e 30% com a troca de combustível. O gás, segundo ele, está sendo usado para cozinhar, aquecer a piscina e a água do chuveiro. Antes da substituição Adelson diz que conversou com condôminos de prédios vizinhos que já usam gás natural e que todos relataram economia.

 “Além disso, o gás natural é menos poluente do que o de petróleo”, observa Adelson. De acordo com o síndico, foram necessários cinco dias para que as adaptações no prédio fossem feitas para receber o novo gás. Os moradores tiveram apenas que trocar o bico e a mangueira do fogão. Todo o restante da instalação ficou por conta da Gasmig. Adelson diz que as únicas diferenças sentidas agora são um barulho que o gás natural faz quando está sendo liberado para alimentar o fogão e a chama sem cor.

A gerente de Comercialização do Gás Residencial e Comercial da Gasmig, Felismina Saraiva, diz que é possível instalar o gás em todas as residências que têm canalização para GLP. Em alguns casos, segundo ela, é preciso fazer algumas adaptações para atender todas as normas de segurança, as quais são de responsabilidade da própria empresa.

NO PODIUM

Vantagens e benefícios do gás natural m relação a outros combustíveis

» Mais inflamável que os outros combustíveis, com temperatura de ignição duas vezes maior que a da gasolina

» Como é mais leve que o ar, se dissipa rapidamente em caso de vazamento, o que diminui os riscos de explosões

» A queima é mais limpa, sem fuligem e com menor geração de CO2, o que contribui para a melhoria da qualidade do ar, além da conservação de utensílios e equipamentos

» Dispensa tratamentos químicos de refinaria, que agridem o meio ambiente

» Reduz os riscos de acidentes e dispensa estocagem em recipientes de alta pressão

» Reduz o tráfego de veículos pesados nas ruas e minimiza acidentes de trânsito

» Evita transtornos com reabastecimento ou controle de estoque

» Libera espaço em condomínios residenciais para usos mais funcionais, como vagas de garagem, bicicletário e espaço para lazer infantil

» Por ser canalizado, o fornecimento é direto e contínuo, com pagamento depois de consumido

» Evita devolução de vasilhame no momento da troca

 

Fonte: Estado de Minas Online

 

Compartilhe este texto com seus amigos:
 



  Gasodutos
  Cogeração
  GNC

Informa Group
FEIMEC - Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos 2018

  CopyRight © GasNet - 2013